Centro Especializado em Vacinas

Quer cuidar da saúde do amor da sua vida? Saiba tudo sobre a vacinação.

É importante?

As vacinas são a única forma de criar anticorpos contra doenças que o animal ainda não foi infectado. Por isso, a vacinação pode prevenir ou reduzir o efeito de alguma doença contagiosa que o seu cão ou gato pode vir a ter contato. O ideal é que a vacinação se inicie a partir do 2º mês de vida do animal.

Para os cães:

Múltipla (V8 e V10):

Essas são vacinas importantes para garantir a plena saúde do seu pet. A V8 é eficaz na prevenção de doenças como cinomose, hepatite infecciosa canina, parainfluenza, coronavírus e leptospirose. Já a V10 protege o animal contra toda as doenças citadas e também uma maior quantidade de cepas da leptospirose. É recomendado iniciar a vacinação a partir de 45-60 dias de vida e deve ser reforçada a cada ano. 

Antirrábica:

Essa é uma das zoonoses mais comuns e perigosas entre os cães. A doença da raiva age diretamente no sistema nervoso central do animal, causando lesões permanentes e graves. Além de proteger o seu cão, a vacina é importante para proteger as pessoas que convivem com o animal, uma vez que a raiva tem praticamente 100% de letalidade. Dentre os principais sintomas, estão: salivação excessiva, agressividade e a falta de coordenação motora. É recomendado iniciar a vacinação a partir de 3 meses de idade, sendo necessário a renovação anual. 

Gripe canina:

A vacina protege contra uma infecção viral que atinge o sistema respiratório do cão. O sintoma mais comum da doença é a tosse seca do animal, que pode estar acompanhada de vômitos. Quando é diagnosticado, é necessário o tratamento com medicamentos anti-inflamatórios mas a vacina é a melhor maneira de prevenir. É recomendado a vacinação a partir dos 60 dias de vida do animal.

Giárdia canina:

A giárdia é um protozoário que afeta o sistema digestivo do animal, alojando-se no intestino ou sendo eliminada, em sua outra forma, nas fezes do animal. É uma zoonose e pode ser transmitida através das fezes em contato com a boca, através dos resquícios dessa matéria que podem estar presentes nos pelos ou nos pertences do animal, ou pela água. Os sintomas mais comuns são a prostração do animal e sangue nas fezes. O tratamento para cães infectados é feito através de medicamentos e com a assistência do médico veterinário. Para proteger o seu pet, é necessário iniciar a proteção com a vacina a partir de 8 semanas de vida e reforçar a proteção anualmente.

Leishmaniose:

Essa é uma zoonose grave que pode comprometer a saúde do seu melhor amigo. Ela é uma doença infecciosa transmitida pela picada do mosquito palha. Os sintomas são variados por afetar diversos sistemas no corpo do cão, sendo eles: queda de pelos, feridas no rosto e nas orelhas, crescimento exagerado das unhas, anemia e perda de peso, sangramento no focinho e dificuldade de locomoção. Mesmo sendo uma doença grave, ela pode ser assintomática. O tratamento pode ser feito com auxílio de medicamentos, mas a vacinação é eficaz para a prevenção.É recomendado que a primeira vacina seja feita aos 4 meses de vida do animal, com renovação anual.

Para os gatos:

V4:

A vacina é eficaz para a prevenção da panleucopenia, calicivirose, rinotraqueíte e a clamidiose. Essa vacina é essencial para saúde do seu bichano, sendo recomendada a aplicação aos 60 dias de vida do animal e o reforço anual.

 

Antirrábica:

A raiva é uma doença com quase 100% de letalidade, e que pode ser classificada como uma zoonose, ou seja, ao proteger o seu bichano contra a raiva, você também protege a todos que convivem com ele. Essa vacina é recomendada a partir dos 3 meses de vida do gato e deve ter a sua renovação anual.

O que as doenças podem ter como consequência?

Viroses são comuns em cães e gatos e podem ter como sintomas a diarreia. Em uma infecção o animal pode ter desidratação, agravando o seu quadro. Além disso, há a possibilidade de sequelas neurológicas que podem surgir por algumas doenças.

 

Periodicidade da vacinação:

As vacinas devem ser aplicadas com a periodicidade anual, principalmente em animais que fazem passeios na rua. Além disso, a vacina não só protege a saúde do animal, como também a do seu tutor ou de outros animais que convivem com ele.

Idade da vacinação:

Filhotes e animais idosos são os que têm mais vulnerabilidade às doenças. Por isso, a vacinação deve-se iniciar no segundo mês de vida do animal e anualmente ser renovada até o fim da sua vida.

 

Quero proteger o meu pet, como fazer?

Traga-o aqui na clínica para uma avaliação de saúde. Se ele nunca tomou nenhuma vacina, ou foi resgatado das ruas, deve ser iniciado o ciclo imediatamente.

Precisa de atendimento? Fale agora com a equipe Pookie Pet via WhatsApp